Início TECNOLOGIA Veja o Fuchsia, o novo sistema operacional da Google

Veja o Fuchsia, o novo sistema operacional da Google

545
0
COMPARTILHAR

Um novo sistema operacional foi lançado pela Google. Trata-se do misterioso Fuchsia que vem ocupar um lugar junto com outros dois sistemas operacionais da mesma empresa: o Android e o Chrome OS.

Quando foi lançado ainda haviam muitas dúvidas a cerca deste novo produto uma vez que o mesmo não tinha compatibilidade com dispositivos acessíveis no mercado.

No entanto, a Google apresentou uma novidade: o Fuchsia começou a ser rodado no Pixelbook.

Mesmo assim nem todas as pessoas conseguiram ter êxito nesta tarefa, os poucos usuários que testaram o novo sistema operacional do Google já conseguiram apresentar uma ideia inicial da capacidade do Fuchsia.

fuchsia Veja o Fuchsia, o novo sistema operacional da Google fuchsiahero 300x225
Fonte: Google

O que tem de diferente no Fuchsia

Apesar de ainda ser uma novidade não acessível a todos, já dá para ter uma noção de como irá funcionar o mais novo queridinho da tecnologia da informática. Confira:

Tela inicial

Para quem está acostumado com uma área de trabalho como acontece com o Windows e outros sistemas vai perceber a diferença do Fuchsia.

Ao invés desta ferramenta, ele apresenta uma barra de buscas do próprio Google.

Sem interferências do Linux

Os outros sistemas operacionais da Google, Android e Chrome OS, foram baseados no kernel da Linux. No Fuchsia, será diferente.

A empresa resolveu apostar em um kernel novo chamado magenta e que foi renomeado para Zircon.

Esta novidade não causou estranhamento e nem mau funcionamento no Pixelbook.

Pelo contrário, todas as funções foram desempenhadas com sucesso, salvo o Wi-Fi que demonstrou ineficiência.

fuchsia Veja o Fuchsia, o novo sistema operacional da Google fuchsia armadillo progress 300x169
Fonte: Google

Fuchsia, o mais novo sistema operacional para dispositivos móveis

Uma das poucas coisas que se sabe a respeito do novo sistema operacional da Google é que ele foi elaborado para ser utilizado em dispositivos móveis como os smartphones e tablets, preferencialmente. Além destes, notebooks como o Chrome OS, laptops e computadores de mesa também poderão se beneficiar das novidades do Fucshia.

Não é de se estranhar o interesse da empresa uma vez que o uso de tais aparelhos está cada vez mais em crescimento no mundo inteiro.

Um dos grandes benefícios do Fucshia é o seu sistema multitarefa que permite o maior controle dos inúmeros apps que surgem na tela do dispositivo. Um exemplo é a possibilidade de recomeçar uma tarefa de onde parou já que os apps aparecerão por ordem cronológica de acordo com o que você estava usando anteriormente.

Ainda é possível dividir os apps em tabelas e transformá-los em abas, assim como acontece com as abas de navegação da internet.

Pelo visto a Google está investindo pesado em inovação e tecnologia.

Qual o futuro do Fuchsia ?

O Fuchsia é um sistema multifacetado, multitarefa e muito prático. Pode ser usado em vários dispositivos, além de ser prático e ágil em inúmeras tarefas. Também é moderno e versátil.

Para quem trabalha com desenvolvimento de apps experimentar com profundidade este novo sistema operacional já é uma necessidade. Principalmente depois que a empresa anunciou que está planejando a adição de suporte e linguagem de programação na sua plataforma.

O que especialistas recomendam, no entanto, é um pouco mais de cautela ao usuário doméstico que esteja pensando em experimentar o sistema em casa, no computador de uso pessoal ou profissional. Isso porque o sistema ainda não está completamente desenvolvido, algumas funções não reagem como deveriam e o próprio equipamento eletrônico poderá rejeitar este novo integrante, sugerindo ou forçando uma formatação.

Os prejuízos com as informações salvas em tais dispositivos podem ser grandes e danosas para o usuário. Diante disso, é melhor esperar um pouco e ver como se desenvolve este novo produto elaborado pela Google.

Enfim, o Fuchsia causou muito burburinho antes mesmo do seu lançamento. As novidades apresentadas também mexeram com o imaginário dos loucos por tecnologia. Será que esta inovação vai substituir o Android e o Chrome OS? O que você acha? Está preparado para as novidades do novo sistema da Google?